meios de pagamentos eletrônicos

Meios de pagamentos eletrônicos: descubra quais são os essenciais para o seu negócio!

Saber quais são os principais meios de pagamentos eletrônicos é uma prática fundamental para quem deseja oferecer ótima experiência de compra para seus clientes. 

Só para você ter uma ideia, a estimativa é de que, até 2040, 95% de todas as compras acontecerão via e-commerce, um comércio que deve gerar mais de $ 6,5 bilhões até 2023. 

Isso sem falar que os consumidores estão cada vez mais bem-informados, como mostra pesquisa da Connected Shoppers exibida na figura abaixo. 

meios de pagamentos eletrônicos

Crédito: Beauty Fair

Logo, independentemente de qual seja o tamanho e o tipo de seu negócio virtual, saber quais são os principais meios de pagamentos eletrônicos e, assim, oferecê-los, pode representar uma grande vantagem competitiva. 

Meios de pagamentos eletrônicos: o que são? Quais são os principais? 

Os meios de pagamentos eletrônicos são os instrumentos utilizados para realizar uma compra dentro do ambiente digital. Neste contexto, apresentaremos os principais e mais comuns para você garantir segurança e agilidade nas transações com seus clientes. 

1. Transferência 

A transferência é um dos sistemas de pagamento mais utilizados no Brasil. Por meio dela, o cliente efetua sua compra e, assim, é realizada uma ordem de pagamento que desconta o valor em sua conta. 

Esse processo pode acontecer de duas formas:

  • por Transferência Eletrônica Disponível (TED): pelo TED, os valores são transferidos para a conta automaticamente. O interessante desse método é que não há limite de valor para realizar essa transferência. As taxas do TED variam de acordo com o banco;
  • por Documento de Crédito (DOC): pelo DOC, a transferência de valor acontece em até um dia útil e não é uma boa opção para quem quer receber rapidamente e nem uma quantia alta. Isso porque o limite permitido pelo DOC é de até R$ 5.000,00. Para realizar essa transferência, o banco também cobra uma taxa. 

2. Cartão

O cartão é um dos meios de pagamentos eletrônicos mais populares no Brasil e no mundo. O seu funcionamento é simples. 

Enquanto o cartão de débito exige que o consumidor já tenha a quantia da compra disponível, o de crédito funciona como se fosse um tipo de empréstimo automático e ainda oferece o parcelamento. No entanto, há um limite para isso. Ou seja, valores muito altos podem não ser aprovados. 

Nesse contexto, há ainda os cartões private label, que nada mais são do que os cartões da própria loja virtual e que, assim, oferecem benefícios especiais e opções exclusivas para seus clientes. Além disso, representa uma ótima opção para o cliente que não tem um cartão com bandeira

Para você, empresário, contar com esse meio de pagamento também apresenta benefícios atrativos, como o fato de fortalecer a sua marca ao apresentar um tratamento diferenciado para seus clientes, e também pela possibilidade de aumentar seu ticket médio, por apresentar um caráter exclusivo e facilitado de compra. 

Outro cartão que também apresenta vantagens é o co-branded, que é aquele feito em parceira com um banco. Enquanto o private label só pode ser utilizado em um negócio específico, o co-branded pode ser usado em vários estabelecimentos. Outra diferença é que o co-branded tem uma bandeira. 

 Crédito: CNBC

Infográfico de como funciona o pagamento onlinePowered by Rock Convert

3. Débito em conta 

O débito em conta é o meio de pagamento mais simples dessa lista. Por meio dele, o cliente autoriza que sua loja efetue o débito em sua conta logo após o processo de compra. 

Esse método pode ser relevante, pois permite a automatização da cobrança. Logo, é uma boa opção para quem trabalha com clubes de assinaturas ou outro negócio que atue com a economia da recorrência. 

Meios de pagamentos eletrônicos: + 2 que você precisa conhecer

Confira agora mais dois meios de pagamentos eletrônicos. 

1. Pagamento por celular 

Considerando que hoje 74% dos consumidores brasileiros optam pelo celular na hora de realizar suas compras, oferecer o pagamento por dispositivo móvel parece ser uma boa alternativa, não é mesmo?

No entanto, esse tipo de pagamento pode apresentar algumas dificuldades pois, para realizar o pagamento, o celular do cliente precisa suportar a tecnologia NFC, um recurso que nem todos os aparelhos possuem. 

Por outro lado, o pagamento por celular pode dispensar a presença de um funcionário, já que sua loja pode disponibilizar um totem de pagamento. Sendo assim, em médio e longo prazo, você pode economizar, pois essa experiência de compra não demanda a presença de um colaborador. 

2. Boleto bancário

O pagamento por boleto bancário pode ser realizado pelo cliente por meio de um banco, por telefone, mas também pelo Internet Banking e via aplicativo de celular. 

Disponibilizar o boleto bancário em uma empresa é uma questão a ser pensada. Afinal, essa alternativa de pagamento é a segunda preferida pelos consumidores brasileiros. 

Se o boleto bancário é vantajoso para o cliente, ele também pode ser para o seu negócio. Isso porque, ao disponibilizá-lo, é possível aplicar uma régua de cobrança, o que possibilita o envio de mensagens e alertas sobre o pagamento. Logo, é uma medida que potencializa a diminuição da inadimplência

Como garantir segurança a seus clientes no processo de compra? 

Para garantir a segurança necessária para seus clientes no processo de compra e, assim, prestigiar a questão da fidelização, contar com uma plataforma robusta e de elevada tecnologia faz toda a diferença. 

Um recurso tecnológico desse gênero valoriza a questão da segurança pois sua API possibilita que cada compra seja atribuída, de forma automática e instantânea, a um comprador. Logo, assegura que tanto a entrega como a cobrança aconteçam adequadamente. 

Além disso, esse tipo plataforma promove o checkout transparente, não direcionando o pagamento do cliente para outra página. Como o redirecionamento é um dos principais motivos de abandono de carrinho, é possível impulsionar suas vendas. 

Quer mais? Pois ao contar com esse recurso, você:

  • diminui os erros manuais, já que todos os processos, como as cobranças de multas e juros acontecem automaticamente;
  • o pagamento de taxa do boleto apenas acontece após o título ser quitado. 

Para tanto, é preciso optar pela melhor plataforma do mercado, que a é da iugu, que conta com toda a infraestrutura necessária para cuidar de suas operações financeiras de ponta a ponta. 

Para completar, a iugu só cobra taxa de R$ 1,98 pelos boletos que forem compensados, para emissão o custo é zero. Em outras palavras, apresenta o melhor custo-benefício do mercado. 

Para saber se esse é o momento de contar com a plataforma da iugu, que tal conversar agora, sem compromisso, como um de seus especialistas? Ele te dará todas as orientações necessárias para ajudar o seu negócio a crescer e a aparecer! 

webserie redução de custosPowered by Rock Convert

Fale hoje com um especialista iugu e entenda como podemos ajudar a potencializar o seu negócio!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.