reduzir a inadimplência

5 dicas para reduzir a inadimplência em empresa contábil

webserie Economia da recorrênciaPowered by Rock Convert

Está sofrendo com a inadimplência na sua empresa de contabilidade? Muitos são os motivos pelos quais as pessoas e empresas deixam de pagar suas contas em dia. Diante disso, adotar alguns procedimentos estratégicos pode ajudar a reduzir o volume dos débitos em aberto.

As oscilações do mercado e outras prioridades financeiras estão entre os argumentos dos devedores quando questionados sobre os títulos em atraso. As formas de pagamento e de relacionamento talvez não estejam sendo exploradas adequadamente.

Se você é o responsável pela gestão da sua empresa e presta serviços contábeis, já sabe que a saúde financeira vem em primeiro lugar para cumprir todos os compromissos estabelecidos. Confira neste post 5 dicas de como prevenir situações de inadimplência!

O que fazer para reduzir a inadimplência na minha empresa?

Captar clientes é, normalmente, um dos objetivos fortes do negócio. Afinal, é preciso aumentar a carteira para ganhar maior visibilidade no mercado e credibilidade sobre a prestação de serviços. Acontece que, depois do namoro, vem o casamento, e é aí que o cenário pode mudar drasticamente.

Como dissemos, existem vários fatores que levam à inadimplência e você só vai conhecer ao certo se caminhar bem próximo dos clientes e identificar as dificuldades de cada um deles. É provável que descobrirá muito sobre eles.

Uma empresa contábil presta um serviço diferenciado, pois acompanha toda a movimentação financeira do cliente, sendo responsável pela análise e o apontamento de prejuízo ou lucro ao final de um período. Mesmo sabendo de todo o histórico do cliente sobre as dívidas e os pagamentos, seu escritório não está livre de sofrer as consequências de uma instabilidade financeira, por exemplo.

Valendo-se dessas informações privilegiadas, você terá embasamento suficiente para adotar estratégias e sair do radar de não pagamento dessas empresas. Confira nossas 5 dicas do que deve ser feito para não afetar o seu negócio e o fluxo de caixa!

1. Reorganize a carteira de clientes

Por vezes, a rotina diária não permite parar e analisar todos os contratos como seria o mais adequado. De tempos em tempos, é preciso avaliar o comportamento de cada cliente e saber se são convenientes ao seu negócio.

Lidar com aquele cliente que vive em atraso e nada agrega pode gerar um desgaste desnecessário para a equipe de cobrança e até mesmo para a sua empresa. Ao final, você e sua equipe podem estar prestando um serviço gratuito para muitas empresas e não sabem.

Tome ciência de toda a carteira e contabilize o volume de clientes que não pagam na data prevista, pois você pode estar dedicando atenção a um cliente pouco merecedor, em detrimento daquele que cumpre todas as obrigações financeiras impostas pelo seu escritório. Qual deles merecerá maior dedicação?

2. Cobre os clientes quando for realmente necessário

Certamente, quando você incluiu um cliente na carteira da sua empresa, pensou na longevidade da parceria e na lucratividade para ambas as partes. Só que, em negócios, há sempre o fator financeiro batendo à porta e impondo as regras de comportamento no mercado.

Se aquela parceria que você criou não está dando mais certo e o cliente que antes pagava em dia, agora, demora cerca de três ou quatro meses para quitar seus débitos, será a hora de repensar o relacionamento e atentar para o fato de que ele somente pagará com uma cobrança mais agressiva.

guia completo do pagamento recorrentePowered by Rock Convert
guia comleto de nota fiscalPowered by Rock Convert

A situação pode ser complexa pelo nível da parceria, mas mais complexo ficará quando os seus fornecedores começarem a entrar em contato cobrando por algum pagamento, ou você for obrigado a desonrar o compromisso com os seus funcionários. Não espere isso acontecer.

Comece por um diálogo de conscientização, evoluindo para cobranças pontuais e, se ainda assim, não surtir efeito, o jeito será adotar medidas mais efetivas. O importante é que você tome as rédeas da situação e reorganize a gestão financeira da sua empresa.

3. Dedique um tempo para ter mais atenção aos clientes

Antes de chegar ao ponto de precisar acionar um cliente de longa data ou aquele com quem tem um bom relacionamento, tente estar mais próximo e acompanhar não só os números ao final do exercício, mas também todas as estratégias utilizadas por ele para melhorar o faturamento.

Talvez como especialista em resultados, você possa orientar sobre algum processo que pareça não estar sendo bem conduzido. Dê a atenção que ele merece e, assim, as duas empresas podem atuar juntas em busca de melhores soluções para produzir e capitalizar.

4. Incentive a utilização do cartão de crédito

O formato de negócio de uma empresa de contabilidade é recorrente, pois há uma relação prolongada, mês a mês, entre contratante e contratado. Já é comum os pagamentos serem realizados por meio do cartão de crédito, o que facilita para ambos os lados e garante a receita para o seu escritório.

De um lado, o seu cliente pode contratar um modelo corporativo, com taxas atraentes. Do outro, você pode sugerir o pagamento mensal ou, para garantir o recebimento, propor que os honorários — geralmente fixados em um valor por período determinado em contrato — sejam pagos divididos em parcelas.

Para fazer a gestão desse tipo de pagamento, você poderá contratar um sistema de pagamento online que inclua a cobrança recorrente no pacote e faça por você uma gestão completa de pagamentos de clientes.

Desde o cadastro dos dados ao controle da inadimplência e disponibilização de meios de pagamento como boleto registrado, cartão de crédito ou transferência online, um bom programa de pagamento online pode dar o suporte que você precisa para conter a inadimplência.

5. Ofereça soluções de acordo com o motivo da inadimplência

Seja qual for o motivo da inadimplência do cliente, entenda que ele deve ser tratado individualmente, levando em consideração o tempo do débito, a justificativa, o histórico de pagamento e como seu escritório se relaciona com a empresa dele.

Feito isso, será possível criar uma solução diferenciada de acordo para que ele consiga arcar com as responsabilidades financeiras. Flexibilizar o pagamento é uma alternativa potente de recebimento, caso você perceba no cliente a real intenção de pagar em um momento em que ele se encontra fragilizado.

Embora a inadimplência seja o temor de diversas empresas, com a adoção de procedimentos preventivos, talvez seja mais fácil lidar com a situação até que os clientes revertam o cenário financeiro.

Atue ao lado deles com a proximidade que precisam sem, contudo, deixar de salientar a importância de manter as contas em dia. Sendo a sua empresa o responsável por auxiliar e orientar quanto a perdas e ganhos nas operações financeiras, o melhor a fazer é conscientizar o cliente sobre a inadimplência, antes que o seu escritório de contabilidade se torne vítima do próprio negócio.

E, se você deseja saber um pouco mais sobre o universo do pagamento online, continue com a visita em nosso blog e conheça o SaaS — solução em nuvem de cobrança recorrente, ideal para quem deseja realizar um trabalho eficiente sem maiores investimentos.

Fale hoje com um especialista iugu e entenda como podemos ajudar a potencializar o seu negócio!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.