Receba conteúdos e novidades da iugu

Se você já tem alguma experiência no setor, deve ter percebido que bons preços e bons produtos não são suficientes para se destacar. Entre as lojas virtuais, a concorrência é grande e talvez o consumidor nem consiga chegar até o seu site.

Então, como se consolidar e aumentar as vendas nesse cenário? A resposta é bem simples: marketing para e-commerce. Vende mais não só quem aparece, mas quem cria uma imagem de confiança e autoridade em relação aos concorrentes.

Para que você consiga atingir esse ponto de visibilidade, existem algumas estratégias fundamentais. Veja quais são e como elas podem contribuir para o seu sucesso. Confira!

Conheça seu público e defina sua persona

Existe um erro muito comum entre profissionais de e-commerce, que é tentar abraçar o mundo inteiro. Tentam criar campanhas muito abrangentes e atiram para todo lado sem acertar ninguém.

Antes mesmo de definir como e onde será divulgada a sua loja, você precisa encontrar — dentro do seu alcance possível de público — qual se identifica mais com a sua marca, seus produtos e, por consequência, está mais propício a se tornar um cliente.

Esse processo é feito em duas etapas. Primeiro, você pode utilizar pesquisas de mercado para entender melhor o perfil do seu público. A partir dessas informações compiladas e analisadas, você parte para o segundo passo, que é definir a sua buyer persona.

Uma persona é um personagem fictício que tem todas as características mais comuns do seu público potencial — não só idade e sexo, mas gostos, problemas, rotina e soluções que busca quando pesquisa por produtos que você oferece, por exemplo.

A vantagem de transformar o seu público em uma pessoa é definir a sua mensagem e sua abordagem de marketing. Suas peças, seus ads, seus conteúdos, sua interação em redes sociais, tudo isso será elaborado para atingir aquela persona.

Seu foco se torna maior e você tem um escopo melhor definido para falar com quem está mais perto de uma nova compra.

Invista no SEO

Depois de definida sua persona, você pode partir para ações práticas de marketing de e-commerce. A primeira delas a ser trabalhada é o SEO — sigla para otimização de mecanismos de busca.

Pense nisso, a primeira coisa que qualquer pessoa faz quando tem desejo ou dúvida sobre um produto é pesquisar na internet. O SEO engloba ferramentas e técnicas para colocar a sua loja virtual entre os primeiros resultados do Google quando palavras-chave específicas são pesquisadas.

A vantagem do SEO é que ele é barato e traz um resultado incrível para o tráfego no e-commerce — embora, claro, exija disciplina e muito trabalho para ganhar a disputa pela melhor posição possível.

Aposte em marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é uma forma eficiente de melhorar o seu SEO, mas ele vai muito além disso. Esse modelo de marketing tem o objetivo de produzir material como blog posts, e-books e artigos que sejam relevantes para a sua persona, eduquem e informem o público sobre assuntos relacionados ao que sua loja oferece.

Elaborando um calendário de publicações que levem em conta palavras-chave com boa procura, é possível que esses conteúdos ganhem várias posições interessantes no Google, trazendo assim mais fluxo orgânico para sua página.

ebook como montar uma empresa de sucessoPowered by Rock Convert

Mas esses textos precisam ser levados a sério e pensados com cuidado. O marketing de conteúdo serve também para criar uma imagem de autoridade para a sua marca.

Mesmo que o cliente não vá comprar algo agora, o seu nome fica gravado como a loja que deu dicas úteis e ajudou o lead com algum problema. Quando ele estiver pronto para fazer uma compra, seu e-commerce vai ser o primeiro a vir à cabeça.

Invista em ads

Mas nem só de tráfego orgânico se faz a visibilidade de uma loja virtual — principalmente no início, quando você tem um volume baixo de visitas e poucas palavras-chave dando boas posições nos mecanismos de busca.

Nesse caso, vale a pena investir em propaganda paga, os ads. O serviço do Google é o mais recomendado, por seu volume de impressões, mas Facebook, Instagram e outras redes sociais podem atingir com mais eficiência o público que você busca.

Esteja presente nas redes sociais

Falando em redes sociais, o trabalho dentro delas é fundamental em uma estratégia de marketing de conteúdo. Essas redes criaram uma nova dinâmica entre marcas e clientes, e sua persona vai querer se relacionar com a sua loja como se fizesse parte de sua rede de amigos.

Portanto, não deixe perguntas sem responder e interaja o máximo possível sem parecer uma marca invasiva. O ideal é, a partir da pesquisa que vai definir sua persona, entender quais redes ela mais usa e investir nesse canal e na linguagem que se espera dele.

Melhore a experiência de navegação da sua loja

Falamos de várias estratégias para atrair o seu público, mas outro erro comum de gestores de e-commerce é confundir a atração com a conversão.

O marketing não termina na visita, não termina na compra. O marketing precisa criar um processo que se retroalimenta e não desiste do contato de clientes potenciais e convertidos.

Um exemplo disso é a experiência de navegação da sua loja. Você pode ter a melhor posição no Google, ads que dão excelente retorno, mas de nada adianta se o cliente entra no site, fica frustrado e sai.

Invista, portanto, em um bom layout de página, imagens atraentes e informações completas e detalhadas sobre os produtos. Quanto melhor for essa experiência de navegação, mais tempo o usuário fica na página e mais propenso está para uma compra.

Facilite a conversão dos atraídos pelo marketing para e-commerce

As técnicas de marketing atraíram, a loja conduziu bem o cliente para a decisão da compra, mas aí ele não consegue completar o processo de pagamento. Do que adiantou todo o esforço?

Nesse sentido, facilitar a compra com fluxos simples, confiáveis e com condições variadas para o cliente será a etapa para fechar toda essa estratégia que você montou.

Por isso, queremos terminar reforçando que marketing para e-commerce deve ser analisado como um ciclo, da descoberta até o pagamento concluído. Tenha isso em mente na hora de planejar, não se esqueça das dicas que demos e você vai estar vários passos à frente da concorrência no setor!

E se você quer simplificar ainda mais sua gestão de loja virtual, continue sua pesquisa lendo este artigo sobre plataformas de e-commerce!

Fale hoje com um especialista iugu e entenda como podemos ajudar a potencializar o seu negócio
Siga a iugu nas redes sociais
Assine nossa newsletter
Logo da iugu, infraestrutura para automação financeira
Plataforma para automação financeira,
gestão de assinaturas e marketplace.
Av. Paulista, nº 1048, 5° andar. São Paulo - SP.
Ouvidoria
Estamos aqui para ouvir o que você tem a dizer. Falou com a gente, mas ainda não resolveu o seu caso? A Ouvidoria precisa saber disso.
De segunda a sexta, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 17h (exceto feriados)
0800 887 0918
E-mail
ouvidoria@iugu.com
Integrações
API iuguPlug-in para WooCommercePlug-in para MagentoPlug-in para PrestashopPlug-in para OpenCartPlug-in para WHMCS
Empresa
Sobre a iuguTrabalhe conoscoExpediente
AcademiaBlog iugu
Planosiugu Basiciugu Businessiugu Professionaliugu marketplaceCartão iuguMaquininha
Ajuda
Ajuda e suporteLista de funcionalidadesAtualizaçõesContratoResquisitos para abertura de contaProdutos e serviços proíbidos
Copyright © 2019 iugu. Todos os direitos reservados. |
CNPJ: 15.111.975/0001-64
Politica de privacidadeTermos de serviço
Painel de controleContato comercialSeja um parceiro
Produto
CobrançasMarketplacePlanos
Informações
DocumentaçãoCentral do desenvolvedorAjuda e suporteBlogStatus do serviço
facebook-squarelinkedin-squaretwitterinstagrammenuarrow-right